terça-feira, 1 de março de 2011

A Menina que roubava livros.

 Ganhei esse livro faz alguns anos do meu Marido, e ainda não tinha lido, sempre tenho muitos livros na volta e não consigo dar conta, geralmente gosto de ler antes de dormir. Esse livro me prendeu desde o começo, é uma história interessante, bonita e triste ao mesmo tempo. Você fica imaginando como foi aquela época, como tantas pessoas sofreram, tendo suas vidas completamente destruidas... sua família, seus sonhos...
Eu gostei muito e recomendo.

Sinopse:

Entre 1939 e 1943, Liesel Meminger encontrou a morte três vezes. E saiu suficientemente viva das três ocasiões para que a própria, de tão impressionada, decidisse nos contar sua história, em 'A menina que roubava livros'. Desde o início da vida de Liesel na rua Himmel, numa área pobre de Molching, cidade próxima a Munique, ela precisou achar formas de se convencer do sentido de sua existência. Horas depois de ver seu irmão morrer no colo da mãe, a menina foi largada para sempre aos cuidados de Hans e Rosa Hubermann, um pintor desempregado e uma dona-de-casa rabugenta. Ao entrar na nova casa, trazia escondido na mala um livro, 'O manual do coveiro'. Num momento de distração, o rapaz que enterrara seu irmão o deixara cair na neve. Foi o primeiro dos vários livros que Liesel roubaria ao longo dos quatro anos seguintes. E foram esses livros que nortearam a vida de Liesel naquele tempo, quando a Alemanha era transformada diariamente pela guerra, dando trabalho dobrado à Morte. O gosto de roubá-los deu à menina uma alcunha e uma ocupação; a sede de conhecimento deu-lhe um propósito. E as palavras que Liesel encontrou em suas páginas e destacou delas seriam mais tarde aplicadas ao contexto da sua própria vida, sempre com a assistência de Hans, acordeonista amador e amável, e Max Vanderburg, o judeu do porão, o amigo quase invisível de quem ela prometera jamais falar. Há outros personagens fundamentais na história de Liesel, como Rudy Steiner, seu melhor amigo e o namorado que ela nunca teve, ou a mulher do prefeito, sua melhor amiga que ela demorou a perceber como tal.
Fonte retirada daqui.

8 comentários:

  1. Luciana! Esse livro é é ótimo! Excelente. Eu chorei demais da conta...rs Mas valeu a pena, né?
    Beijocas

    ResponderExcluir
  2. Comecei a ler no pC, perdi o arquivo não terminei, mas prendia mesmo.
    Quero aproveitar alguma promoção e comnprar, pra terminar de ler.

    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Oih Lu! Eu já li esse livro e gostei muito. Assim como aconteceu contigo, ele me prendeu desde o início e não descansei até acabar.
    A história tem partes muito tristes e até chorei lendo algumas delas, mas com certeza recomendo e a leria denovo.

    beijão!

    ResponderExcluir
  4. Lú,
    obrigada pela dica, eu não conhecia esse livro, parece ser muito bom.


    bjs,
    Andréa....

    ResponderExcluir
  5. Ler é sempre muito bom!!!

    Obrigado pela visita!!!

    Bjs...

    ResponderExcluir
  6. Oi Lu

    Adoro livros assim, que prendem até o final e vc não quer desgrudar do livro pq quer saber logo como termina, adoro livros de época, qdo leio me vejo na situação e lugar. Vou comprá-lo, fiquei curiosa desde o dia que postei sobre a Leitura. Obrigada por compartilhar a Sinopse, depois te conto quando começar a lê-lo...bjcas

    ResponderExcluir
  7. Eu tenho esse livro e sou a unica aqui a falar q nao gostei. Diferente de vc, a historia nao me prender nem um pouco, achei confuso, sei la. Vou tentar ler novamente pode ser q nao estava na época voltada para leitura!

    Bjs

    Andreia Braga

    http://geadocesegostosuras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. bom dia,

    gostei muito do seu blog e pelo que li... e nada melhor que o vinho para acompanhar as refeições bem preparadas...

    Peço-lhe um um favor, que coloque o link do nosso blog no seu site para que as pessoas também possam conhecer mais sobre vinho...

    Forte abraço
    http://vinho-umritmodevida.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pela delicadeza em deixar um recadinho ! Bjos, Lú.