sábado, 31 de julho de 2010

Unhas da Semana.

Eu pintava minhas unhas sempre com esmalte clarinho, mas agora estou gostando bastante de cores mais escuras.

Seguindo o desafio:

O esmalte da semana é o Beijo da Risqué.




"Louvai ao Senhor, porque ele é bom, porque a sua benignidade é para sempre." (Salmos 118:1)


sexta-feira, 30 de julho de 2010

Casaquinho Tricô.

E não é que ficou bem bonitinho o meu 1° casaquinho de tricô! E é claro que ele já tem dona, a Valentina que já está quase chegando.
Eu fiz esse casaquinho seguindo os vídeos da Regina, são 4 vídeos bem explicadinhos, você encontra aqui.
Regina, obrigada por ter feito esses vídeos com todo carinho, paciência e cuidado de passar tudo bem direitinho.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Selinho.

Ganhei esse selinho da amiga Fabi do blog Sonho Doce Sonho e agradeço muitíssimo pela lembrança e carinho que sempre tem comigo.

Regras:
1. Exibir o selinho no blog
2.Linkar o blog de quem recebeu a indicação
3.Indicar 10 blogs que receberão o selinho
4.Avisar os escolhido.

Meus escolhidos são todas pessoas que passam por aqui, e quem quiser sinta-se à vontade de postar o selinho em seu blog.
Bjos, Lú.


terça-feira, 27 de julho de 2010

Abóbora Assada com Açúcar.

Receitinha retirada do Globo Rural, faz um tempão, que resolvi experimentar e deu super certo. Pra quem gosta de abóbora, fica muito bom.

Ingredientes
■1 abóbora pequena de no máximo dois quilos
■1 xícara de açúcar
■1 lata de leite condensado


Modo de Preparo
Lave bem a abóbora, corte o fruto com casca e coloque em uma panela com água
Ferva por 20 minutos
Em seguida, coloque em uma forma, polvilhe com açúcar e leve ao forno por mais 20 minutos
Depois, é só colocar o leite condensado por cima e a sobremesa está pronta
Pode ser servida quente ou fria.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Dia da Avó.

Parabéns a todas as Vovós. Que Deus possa abençoar a vida de cada uma nessa fase tão boa... afinal toda vó diz que ser avó é ser mãe duas vezes... e eu acho que deve ser bem assim mesmo.


Poema Divertido para o Dia da Avó.





Chega de tanta injustiça
de castigo e confusão!
Vou pra casa da vovó,
não tem outra solução!

Estou mesmo decidido
e pra sempre eu me mudo.
Aqui eu não posso nada
e por lá eu posso tudo!

Posso comer chocolate,
posso até me empanturrar.
Posso comer sobremesa
até antes do jantar.

Mesmo que eu faça bagunça,
vovó não briga comigo.
Se eu beliscar o irmãozinho,
vovó não me põe de castigo!

Vou fazer a minha mala,
meu carrinho eu vou levar.
Vou levar o meu cachorro
e o meu jogo de armar.

Vou levar meu travesseiro,
levo também meu pião,
pego os meus livros de história
e o meu time de botão.

Levo as coisas que eu gosto,
pra ter tudo sempre a mão:
levo também o papai,
a mamãe e o meu irmão!


Autora: Ana Canéo






sábado, 24 de julho de 2010

Unhas da Semana.


A minha cor essa semana é o Pink Flúor, da Risqué, que eu gosto bastante, uma cor linda que alegra.

"Quando o mundo nos abandona, a solidão é suportável, mas quando nós mesmos nos abandonamos, a solidão é intolerável."
(Retirado do livro: O Futuro da humanidade, de Augusto Cury)

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Doce de Laranjinha Kinkan.

Tenho um pé de laranjinha kinkan ou laranja de ouro como também é conhecida, mas ainda está pequeno e tem me presenteado com pouquinhas laranjinhas, mas minha vizinha já tem um pé adulto que fica bem carregadinho e me presenteou com muitas delas.


A provável origem da fruta é a China, de onde se espalhou para outros países da Ásia, principalmente o Japão. "Kumquat" ou "chin kan", em chinês, e kinkan, em japonês, significam "laranja de ouro".
Mas não é exatamente uma laranja. Eduardo Stuchi, pesquisador da Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical, explica que a espécie pertence ao gênero Fortunella, e não ao Citrus (que inclui laranjas e tangerinas, entre outras). A kinkan apresenta alguns diferenciais, como a menor quantidade de gomos, a casca mais fácil de digerir e a proporção entre teores de açúcar e grau de acidez.
Acredita-se que a "laranja de ouro" chegou ao Brasil com a primeira leva de imigrantes japoneses. Mas os portugueses já conheciam a fruta na época do Brasil Colonial - há registros do século 17 - em que missionários portugueses na China descrevem a fruta. Seja como for, é nas áreas onde os japoneses se estabeleceram que a kinkan é mais cultivada. No Brasil, as principais regiões produtoras ficam em São Paulo.
A kinkan é rica em vitamina C (151 mg/100 g), cálcio (266 mg/100 g), potássio (995 mg/100 g) e boa fonte de vitamina A, fósforo e outros micronutrientes.
O doce fica muito saboroso, foi a primeira vez que fiz e gostei bastante do resultado.
Então vamos a receita:
Ingredientes:
-1 1/2 kg de laranjinha kinkan
- 2 xícaras de açúcar cristal
-canela em pau
- cravo
Lave as laranjinhas e depois corte ao meio cada uma, deixando de molho por 3 dias e trocando a água várias vezes. No 3° dia você vai ver que a polpa começa a desgrudar da casca, escorra toda água e vá retirando a polpa, é só apertar que sai bem fácil. Você deixa do tamanho que desejar para fazer o doce.
Coloque as cascas na panela, cubra com água e deixe ferver bem, depois acrescente a canela, o cravo e quando a água diminuir, coloque o açúcar cristal, deixe em fogo baixo e vá mexendo de vez em quando, até ficar no ponto do doce, e ao seu gosto, se quer com muita calda ou com menos calda. Demora um pouquinho, mas fica bom demais.
Coloque em vidros escaldados com água fervente e está pronto.






quinta-feira, 22 de julho de 2010

Babador em Ponto Cruz.


Quando as crianças brincam
Eu as oiço brincar,
Qualquer coisa em minha alma
Começa a se alegrar
E toda aquela infância
Que não tive me vem,
Numa onda de alegria
Que não foi de ninguém.
[...]


Fernando Pessoa


quarta-feira, 21 de julho de 2010

Fogazza.

Apesar da minha massa não ter crescido muito, ficou muito saborosa essa fogazza, todos aprovaram. Queria descobrir se é mesmo verdade que sovar massa que vai fermento para pão em pedra não é bom, esfria a massa e por isso não cresce. Alguém sabe me dizer se é verdade?


Agradeço a Cris, do Kitutes da Cris, pela receitinha maravilhosa.

Ingredientes
45 gr de fermento para pão (usei 1 envelope)
02 colheres de sopa de açúcar
01 colher de sopa de sal
1/4 xícara de leite morno
1/2 xícara de cerveja branca
50gr de margarina Doriana, Primor, Delícia Supreme sem sal
1/3 xicara de azeite
02 ovos inteiros
650 gr de Farinha de trigo aproximadamente

Recheio

150 gr queijo mussarela ou queijo prato picado
150 gr presunto picado
2 tomates sem pele e sem sementes picados
50 gr de azeitona picada
Se preferir tempere com sal e azeite e pouquinho de vinagre
Orégano
Requeijão se preferir
Junte o fermento e o açúcar e misture com as costas da colher até formar uma papinha, junte o leite morno e 2 colheres de sopa de farinha, misture bem e deixe coberto no forno por 20 min.

Após esse tempo, retire e acrescente os ovos ligeiramente batidos, a margarina, o azeite, a cerveja, o sal e a farinha, coloque mais se achar necessário.
Sove bem por 10 min e deixe descansar, coberto no forno por 30 min.
Abra as partes pequenas da massa com um rolo
Faça os formatos que você desejar.
Coloque o recheio de sua preferência
Coloque para assar em forma untada e enfarinhada.
Leve para assar em forno pré-aquecido por 10 minutos, até ficar dourado.

Agradeço a Tati, que me alertou que essa receita não era foccacia como pensei. Fui procurar no querido google e realmente foccacia é uma massa cozida coberta com azeite e ervas simples e salgada com sal grosso, e fogazza é uma espécie de pastel, porém com uma massa distinta. É parecida em muitos aspectos a um pequeno calzone.







terça-feira, 20 de julho de 2010

Meu Primeiro Sapatinho de Tricô.

Eu e o tricô, o tricô e eu...
A primeira pessoa que tentou me ensinar a fazer tricô foi minha Madrinha... bem eu não aprendi, na época, uma adolescente, não tive a menor paciência. Depois morando aqui e com uma amiga tricoteira de mão cheia, a Eliane, resolvi fazer um cachecol para meu filhote... posso dizer que ele saiu aos trancos e barrancos, eu fazia um pedaço, descobria um buraco ou aumentava os pontos e corria para minha amiga consertar.
Herdei as agulhas e alguns materiais da minha amada Madrinha, meu pai trouxe tudo numa sacolinha pra mim lá do Rio... fiquei olhando tudo aquilo, algumas amostrinhas, um trabalho inacabado que parecia ser uma blusa vermelha para criança... me deu tristeza, me deu saudade... guardei tudo direitinho com a promessa de que tentaria aprender tão bonita arte.
Ano passado minha vizinha, D. Ivone, excelente tricoteira, se prontificou a me ensinar a fazer um cachecol igual ao dela. Comecei, mas acho que os pontos eram complicados para uma iniciante e a todo momento eu errava, deixava de lado, pedia que ela consertasse... bem até hoje está me esperando nas agulhas, está pela metade...
Esse ano com a minha netinha a caminho, decidi que iria tentar fazer um sapatinho, peguei essa receita bem fácil no Tentando Tricotar, e mãos a obra, desmanchei umas 4 vezes, e meu Marido vendo minha falta de destreza com as agulhas (é que ele cresceu vendo sua Mãe tricotar com uma velocidade e afinidade enorme com as 2 agulhas) dizia... não é melhor comprar pronto? E eu insistente dizia que não tinha graça, que esse sapatinho apesar de simples tinha um carinho e amor que não dá para se comprar.
Ele ficou pronto e eu feliz demais por ter conseguido.
Agradeço as amigas tricoteiras que disponibilizam receitas maravilhosas, vídeos, PAPS, tudo com o intuito de ajudar e acrescentar, e em especial a minha netinha, Valentina, que ainda não nasceu, mas já está fazendo grandes mudanças em minha vida.

"Se dois homens vêm andando por uma estrada, cada um com um pão, e, ao se encontrarem, trocarem os pães, cada um vai embora com um.
Se dois homens vêm andando por uma estrada, cada um com uma idéia, e, ao se encontrarem, trocarem as idéias, cada um vai embora com duas."

Provérbio chinês

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Churrasquinho de Domingo.

Nada como um bom churrasquinho para tornar o domingo mais bonito, pois chuva e frio junto... ui... ui...

E o Marido tava com vontade de pilotar a churrasqueira e me deixar de folga... eu fico só olhando seu ritual... dá gosto de ver... pois quando quer fazer comida faz com muito prazer.


domingo, 18 de julho de 2010

Frio.

Quem me conhece sabe que eu não sou nem um pouquinho chegada ao frio, mas conheço muitas pessoas que amam o frio, meu Marido é uma delas... gosto a gente não discute né minha gente?!!

Eu coloco tanta roupa para me aquecer, tanta meia para dormir... e parece que estou sempre com frio. Mãos, pés e nariz sempre gelados que me deixam bastante incomodada.

Sempre fico pensando em quem não tem um teto, não tem um cobertor, uma roupa quentinha... meu Deus que sofrimento.

No calor se dá um jeito, fica bem mais fácil suportar, mas o frio, o frio dói.

E eu, carioca da gema, achava que 20°C era frio...

sábado, 17 de julho de 2010

Desafio: unhas da semana.


Estou lançando um desafio pra mim mesma... e se alguém quiser me acompanhar... o desafio é: postar toda semana a cor das unhas.
Bem, é que com os afazeres do dia a dia sempre acabava deixando de lado as pobrezinhas, e ficavam sem uma corzinha, com a cutícula por fazer... e quero mudar isso, ter esse compromisso comigo. E postar toda a semana me servirá de estímulo.
Alguém quer me acompanhar? Que cor é a sua?
A minha é o Ameixa da Colorama.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

D.Ivone e Bolo Mousse decorado com Rosa.

Minha querida vizinha D.Ivone, quarta-feira dia 14 formou-se no Ensino Médio, deixando a todos (filhos, netos, nora, genros e amigos) muito orgulhosos e felizes com sua conquista e torcendo para que ela não pare por aí.
Parabéns amiga, estou muito feliz por ti. Que Deus continue te abençoando grandemente.
E para comemorar à noite ela fez uma massa caseira com galeto, saladas e maionese.
E sua nora, Tânia, fez esse bolo lindo e maravilhoso que tirou a receita do Bem Família da profª Luzinete Veiga.

Bolo Mousse decorado com Rosa.

Massa:

•6 ovos
•2 xícaras (chá) de açúcar
•1 xícara (chá) de água
•1 colher (sopa) de óleo
•2 ½ xícara (chá) de farinha de trigo
•½ xícara (chá) de chocolate em pó
•1 colher (sopa) de fermento em pó

Modo de preparo: Bater os ovos com o açúcar até dobrar de volume, colocar a água com o óleo e continuar a bater, desligar a batedeira e juntar a farinha com o chocolate em pó só envolvendo sem bater. Colocar em fôrma untada e polvilhada e levar para assar, depois de frio, cortar quadradinhos da massa e colocar em uma fôrma de fundo removível, preenchendo o fundo, colocar o recheio e por cima os morangos picados (quanto mais morango melhor), cobrir com mais quadradinhos de bolo, cobrir com chantily e levar para gelar por 30 minutos.

Recheio:
•1 lata de creme de leite
•600g de chocolate ao leite
•2 copos de chantilly
•1 caixa de morango lavados e picados
Modo de preparo: Levar ao microondas o chocolate para derreter, depois misturar com o creme de leite até dissolver, depois de frio colocar o chantilly misturando bem, lembrando que não se deve misturar o chantily no chocolate quente.

Cobertura:
-chantily

Rosa Cristalizada Comestível (deve ser feita de 2 a 3 dias de antecedência)

-álcool de cereais
-1 rosa da cor de sua preferência (de preferência rosa colombiana)
-1 sachê de gelatina sem sabor
-1/4 de xícara de água
-açucar cristal

Molhar a rosa no álcool de cereais e deixar secar, tem que estar bem seca, uma dica é colocá-la pendurada de cabeça para baixo. Depois de seca, tirar as pétalas com cuidado deixando um miolinho. Dissolver a gelatina na água, depois colocar no microondas por 10 segundos, depois de fria a gelatina passar em cada pétala, com a mão mesmo, pétala por pétala e o miolo também, passe em algumas folhas, em seguida passa no açúcar cristal polvilhando e deixando secar de 2 a 3 dias para cristalizar e ficar durinha. Depois que retirar o bolo da geladeira finalize com o chantily em volta do bolo e monte a rosa em cima.





quinta-feira, 15 de julho de 2010

Bolo Doido de Chocolate das Irmãs Rocha.

Para homenagear Alagoas fiz essa receita que peguei no cantinho da amiga Cláudia, que explicou que as Irmãs Rocha ganharam fama por socializarem receitas tipicamente nordestinas, em especial as de Alagoas. É delas o livro Delícas da Cozinha Alagoana.
Obrigada amiga por compartilhar essa gostosura.
O bolo é uma delícia e fica enorme, não coloquei a calda, mas coloquei a receita para quem quiser.

Ingredientes:

Massa
4 ovos inteiros
250g de margarina
3 xícaras (chá) de açúcar
3 ½ xícaras (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de chocolate em pó
1 colher (chá) de bicarbonato em pó
1 colher (chá) de fermento em pó
½ colher (chá) de sal
2 xícaras de leite

Leve todos os ingredientes à batedeira. Deixe batendo sem parar até obter uma massa homogênea. Coloque-a em uma forma de anel e leve para assar em forno pré-aquecido. Depois de frio, desenforme e cubra com a calda.

Calda
2 latas de creme de leite
1 xícara (chá) de Nescau misturado com chocolate em pó
1 colher (sopa) de manteiga
1 xícara (chá) de açúcar

Leve tudo ao fogo mexendo sempre até engrossar. Cubra o bolo depois de frio.




quarta-feira, 14 de julho de 2010

Bolinho de Arroz.


Aqui em casa dificilmente sobra arroz, para fazer o bolinho sempre tenho que fazer uma quantidade maior que o costume. Meus amores amam.
Ingredientes:
-3 xícaras de arroz pronto
-1 batata média cozida
-1/2 xícara de queijo ralado
-salsinha
-pimenta do reino
-sal
-1 ovo
-2 colheres (sopa) de farinha de trigo (só para dar liga)

Numa vasilha amasse a batata, misture o arroz, o queijo ralado, a salsinha, a pimenta do reino, o ovo e a farinha de trigo. Faça os bolinhos e frite (eu modelo os bolinhos com a mão molhada, acho mais fácil para não grudar).

terça-feira, 13 de julho de 2010

Mais Fotos.

Memorial Teutônio Vilela, um grande político, gostaria que os políticos de hoje em dia seguissem o exemplo que ele deixou.


Sagüis comendo sorvete


Praia do Francês




Olha que fofinho.



Ilha do Carlitos.


Caranguejos em um restaurante.

Memorial Gogó da Ema, coqueiro símbolo de Alagoas, existiu por cerca de 40 anos, minha avó levava minha Mãe para brincar onde existia o coqueiro.



Voltando do passeio de jangada e tendo uma linda vista.


Amei conhecer um pouquinho de Alagoas, praias encantadoras, pessoas muito queridas e
hospitaleiras, com a graça de Deus voltarei.
Bjos, Lú.
















segunda-feira, 12 de julho de 2010

Voltei!

Voltei dia 23 de junho, mas muitos afazeres me deixaram longe das postagens. As férias foram ótimas, embora o tempo estivesse chuvoso, deu pra pegar um solzinho e nos banharmos naquelas águas maravilhosas. Fomos para Alagoas, onde minha Mãe e avó materna nasceram.
Aqui na primeira foto as várias jangadas em Pajuçara.



Vista do quarto do hotel onde ficamos (Pajuçara).


Uma pequenina lagosta que achei na beira da praia e devolvi ao mar.




Mirante do Gunga, lindo!!



Artesanato no Mirante do Gunga.






As artesãs.






Aqui, passeio de jangada pelos arrecifes.







Uma maravilha essa água.








Depois mostro mais algumas fotos.
Bjos, Lú.